Autor: Orfeu Maranhão

16º Aniversário da Confraria

No dia 26 de fevereiro de 2016 a Confraria da Cachaça do Brasil comemorou dezesseis anos de sua fundação com um jantar dançante, no salão do Clube dos Rotarianos de Brasília, sede do Cerrado. Na oportunidade foi degustada a cachaça Princesa do Vale, de um lote fabricado especialmente para a festa de aniversário. A cachaça Princesa do Vale é produzida em Pedra Azul, Minas Gerais, no vale do Jequitinhonha. O neto do fundador do Alambique, Eliezer Lacerda, esteve presente para apresentar a cachaça aos confrades. Todos os confrades ganharam uma garrafa para levar para casa....

Read More

Degustação da Cachaça Melicana

  Degustação da Cachaça Melicana Na última sexta-feira (29 de janeiro de 2016) ocorreu o 191° encontro de degustação da Confraria da Cachaça do Brasil. A cachaça apresentada aos confrades foi a “Melicana”, produzida em Bom Despacho, Minas Gerais, envelhecida três anos em barris de castanheira. O produtor, o Sr. Carlos Ricardo Cardoso Oliveira Assis esteve presente ao evento, junto com sua esposa a Sra. Lélida Assis. Cerca de oitenta pessoas compareceram ao evento. A maioria dos confrades não conhecia a castanheira como madeira para fabricação de tonéis nem sabiam que se podia fabricar aguardente a partir do mel de abelhas fermentado. Por isso, houve muito as perguntas ao produtor, que terminou por dar uma aula sobre o uso das madeiras e sobre a fermentação do mel de abelhas. O Sr. Carlos faz objetos de madeira e também é um habilidoso tanoeiro. Ele trouxe vários barris de castanheira, de diversos tamanhos. A qualidade dos barris foi muito elogiada por todos. Muitos confrades adquiriram uma ou duas unidades, com intenção de envelhecer cachaças ou apenas como peças de decoração. O hábito de envelhecer cachaça em casa é uma atividade de lazer muito prazerosa. Ela também tem um efeito educativo, ao permitir que o apreciador faça suas próprias experiências e adquira um conhecimento prático sobre qualidade das cachaças. Essa atividade é facilitada pelo clima de Brasília, que é considerado pelos experts...

Read More

Cachaça Samanaú

188º Encontro da Confraria da Cachaça do Brasil No último dia 30 de outubro aconteceu o centésimo octogésimo oitavo encontro da Confraria da Cachaça do Brasil. Na oportunidade, degustamos a cachaça SAMANAÚ, produzida na cidade de Caicó, RN, e amaciada em barris de louro-canela, com graduação alcoólica de 38% vol. Além da SAMANAÚ, foi também degustada a cachaça MURIM, considerada a melhor cachaça do Rio Grande do Norte até 1969, quando sua produção foi interrompida. Agora, o Alambique Samanaú voltou a produzir a cachaça Murim, com a mesma qualidade. Os confrades que compareceram à degustação foram agraciados com uma garrafa...

Read More

Reunião da Diretoria

Reunião da Confraria da Cachaça do Brasil na Casa do Confrade Resende No dia 9 de outubro de 2015, a Diretoria da Confraria da Cachaça do Brasil reuniu-se na casa do Confrade José Roberto Resende, para degustação da cachaça Murim, que será apresentada no dia 30 de outubro, no encontro mensal. Também foi degustada uma cachaça de Minas Gerais, a Spiral, em sua versão não envelhecida, e mais dois produtos da mesma empresa produtora: a cachaça 1000 Montes, armazenada em carvalho e a armazenada em amendoim. O casal Neyla e José Roberto Resende encantou os confrades com sua...

Read More