No almoço/degustação promovido pela Confraria da Cachaça do Brasil, na sede da AABB, no dia 26 de junho, os confrades puderam saborear a excelente cachaça Princesa do Vale, produzida no município de Pedra Azul, nordeste de Minas Gerais.

 

A cachaça Princesa do Vale começou a ser produzida em 1949, com o nome de Lua Nova. Na década de 90 outra empresa de Minas Gerais registrou o nome Lua Nova, de modo que o produtor, o Sr. Eliezer Lacerda, teve de mudar a marca. O nome “Princesa do Vale” faz referência à cidade de Pedra Azul, belíssima cidade do ao Vale do Jequitinhonha, situada no nordeste de Minas Gerais, famosa pelos seus grandes músicos e poetas, dentre eles, Paulinho Pedra Azul e Murilo Antunes.

 

Atualmente, o alambique é administrado pelo neto do fundador, Eliezer Lacerda Neto, que modernizou o processo de produção, para se ajustar às exigências do nicho de mercado que exige uma cachaça de qualidade. O resultado é essa excelente cachaça que degustamos.

 

Essa nova versão da Princesa do Vale começou a ser produzida em 2013. As garrafas adquiridas para degustação são do primeiro lote produzido, que passou apenas oito meses descansando em dornas de umburana. Mas, o produtor promete para breve o lançamento da versão envelhecida por dois anos em dornas de umburana.

Veja as fotos do encontro:

IMG-20150626-WA0126 IMG-20150626-WA0127 IMG-20150626-WA0128 IMG-20150626-WA0129 IMG-20150626-WA0130 IMG-20150626-WA0131 IMG-20150626-WA0133 IMG-20150626-WA0134 IMG-20150626-WA0135